Adeus 2016

Entao é isto, mais um ano termina e um novo se aproxima. E eu desejo de todo

Setembro
Cazuza – Pro dia nascer feliz

Outubro
U2 – Magnificent

Novembro
Rag’n’Bone Man – Human

Dezembro
Marvin Gaye -Ain’t No Mountain High Enough

Música Bonus
Andreas Bourani – Auf uns (Vamos festejar)

“Vamos festejar o que está por vir
Que seja o melhor para nós
Vamos festejar o que nos une
Vamos festejar este momento (e nós)
Vamos festejar esta vida
O momento
Vamos festejar este momento (e nós)
Que fica pra sempre
Vamos festejar este momento (e nós)
Agora e sempre
Ao dia de hoje
Infinito” Andreas Bourani

Que venha 2017 e nos traga muitos novos motivos para sorrir.

“Nosso Pai, Nosso Rei, inscreve-nos para um ano de vida saudável, de redenção e salvação, de sustento e apoio, um ano de merecimentos, de absolvição e de perdão”.

Bis dann! (Até a próxima!)

Ano 2016

Quem acompanha meu blog sabe que gosto de “finalizar” o ano com as 12 musicas que fizeram parte dos meus dias, muitas delas é justamente o sentimento que tive, então desta vez eu resolvi  dividir as músicas por mês, vou dividir  as músicas em 3 posts para não ficar cansativo e assim você poderá apreciar as minhas músicas, (espero que realmente aprecie, risos).

O ano de 2016 foi muito complicado, eu não postei tanto quando gostaria, mais confesso que não teria nada a acrescentar a ninguém. Espero que nestes 11 dias que restam para recomeçarmos mais um novo ano, as coisas continuem como estão neste exato momento, em tranquilidade. Eu precisei urgentemente tentar me  redescobrir e me reinventar, mais ao mesmo tempo sem que com isto perdesse toda a minha essência e valores, embora alguns deles (valores) precisassem absolutamente serem revisados.

Infelizmente existem situações e momentos em nossas vidas que ficamos praticamente sem ter o que fazer, e aliás não existe nada que possamos fazer para mudar a situação. E outras que poderíamos ter evitado se, mas como eu aprendi a não ser uma pessoa escondida atrás da partícula “se”, o negócio é conscientizar que o problema existe, e partir em buscar de possibilidades de transformá-lo em algo que acrescente aprendizado para a vida.

Quando me descobri com uma região tumoral de 6,2cm. Chorei, chorei em silencio, chorei escandalosamente, chorei mais, chorei escondida. E foi quando percebi que precisava me redescobrir, precisava viver um pouco dentro de mim! E foi o que fiz, e fui acostumando com os dias solitários e silenciosos me afastei de muitas coisas de um dia a dia atualmente normal (redes sociais, telefones, televisão e internet) e conforme os dias iam passando ia acontecendo novas descobertas, eu me redescobria, a cada novo dia.

Em muitos aspectos posso dizer que sou uma nova mulher, agora com cicatrizes, dores, alguns dias com insônia outros sem nenhuma vontade se sair da cama, mas feliz por conseguir acordar por mais um dia e cada noite meu único desejo é que eu consiga ter mais um dia de vida.  Se redescobrir  me permitiu descobrir que na verdade sou aquilo que a vida me oferece diariamente.

E se você me perguntar se quero VIVER, a resposta todos os dias será a mesma:  A cada novo dia que Deus me presentar! E desejo fortemente que você também <3!

Bem, espero que goste das minhas quatro primeiras músicas de 2016

Janeiro

Cyndi Lauper – Time After Time

Fevereiro

Simply Red – Holding Back The Years

Março

 Katy Perry – Unconditionally

Abril

Zé Ramalho – Sinônimos (amo, amo e amo Zé Ramalho)

Quem tem amor na vida,
Tem sorte
Quem na fraqueza sabe
Ser bem mais forte
Ninguém sabe dizer onde a
Felicidade está…

Zé Ramalho

Beijos a  todos e até as próximas músicas

Um despedida temporária

Quando-Chega-a-Despedida

Estou passando para deixar um recado para vocês meus /minhas colegas da blogosfera. Vou me manter temporariamente afastada deste blog, sinceramente ele não tem feito muito sentido em minha vida mais. Pensei muito antes de escrever este post, aliás ele mudou centenas de vezes, mas eu sou uma pessoa sem muito tato com as pessoas, eu não sei ser delicada sabe, e acho que isto faz as pessoas se afastarem de mim, mas ao mesmo tempo gosto de ser assim, afinal quem realmente gostar de mim, gostará como eu sou e não pelo que mostro ser.  Escrever aqui no blog me ajudou muito em um período muito difícil que passei , foram tantos carinhos em formas de comentários, cartas, e.mails um inbox, que eu não teria palavras para agradecer.

Mas ao mesmo tempo também gostaria de manifestar duas  situações que me machucam bastante, uma são alguns comentários antissemitas que lógico não aprovei no blog, mas que não foram poucos, dois me marcaram muito que falavam assim:  – “sefosse hoje uma pessoa como você estaria morta, junto com sua mãe, seu pai, e nenhum de seus antepassados teriam escapado da morte no gás” // – “Tomara que morra na Alemanha sua judiazinha nojenta” .

E outra situação que machucou mais que estes comentários infelizes de pessoas que não tem a menor noção do que estão a falar,  é a questão do desprezo que percebi de algumas pessoas que conheci aqui pelo blog, lógico que não de todos vocês, mas de algumas pessoas em que este “conhecer” ultrapassou as telas, eu sinceramente acho que o desprezo é o pior sentimento do mundo sabe, ser ignorada por uma pessoa que mesmo virtualmente criamos afeto, dói. Eu prefiro ser cortada do grupo de amizade a ser desprezada e ignorada. Nao sei se você sabe como é isto, mas é tipo você ligar e a pessoa nunca te atender, você enviar uma mensagem e a pessoa te responder um: oi linda, um beijo to com saudades, depois conversamos agora to ocupada.

Lógico que todos temos nossas ocupações, mas 24 horas 365 dias no ano? Mas eu sempre me apego, sempre me entrego, sempre vou até o fim, até ouvir, mesmo com outras palavras aquele…”Eu nunca te amei”.  Mas não tem problema não, mesmo que não seja querida por muitos/muitas, eu sempre estarei aqui de braços abertos para ajudar sempre que for preciso.

Muitas vezes descobre-se que aquilo que se despreza vale mais / do que aquilo que se exalta.  –  Fedro

Bem, de qualquer forma, não estarei desativando o blog para sempre, até porque eu tenho uma outra proposta para o blog e estarei implementando aos poucos, e também tenho o meu blog sobre uma vida mais saudável, ao qual quero me dedicar mais. Afinal o meu tempo de “moleza” acabou, mesmo com algumas dificuldades (minímas) motoras, está chegando a hora de retornar ao batente.

Entonces é isto pessoas, estou  indo para o pilates,  indo abraçar meus amigos que valorizam estar ao meu lado, fazer minhas receitas mirabolantes. Tô indo lá, ser feliz. Sem teu afeto, mas você tem o meu. Prometo. Se cuidem, por mim. Comam direitinho, tomem bastante água, amem bastante, beijem e  abracem muito, vivam. Nunca se importem com o que os outros digam sobre você, só mesmo quem você vê refletido no espelho e Deus podem te julgar. Sorriam. Gargalhem MUITO de tudo. De mim, dos outros, do que pensam, do que dizem, de você mesmo, dos problemas e até das dores.  O sorriso alimenta e a alma.

Lembre-se, tudo é passageiro. Nada é pra sempre. Tudo acaba. Tudo. Até a nossa própria vida. E sabe, nada nessa vida, tem de te fazer se importar, mudar, ou ficar triste (tenho que aprender isto). Sejam egoístas, liguem só pra vocês. Só assim, infelizmente serão felizes.

E ainda bem que existe Facebook, Orkut, Skype, MSN, Whatsapp e outras formas de comunicação (adoro os tempos modernos!) para manter o nível de saudade sob controle.

Se cuidem…

Desafio Musical | Semana 29

Esta música tem um significado muito especial em minha vida, foi um momento em que talvez por imaturidade ou falta de experiência e até mesmo falta de uma dose de malícia na vida, eu vi meus sonhos da juventude serem interrompidos.

Mas a vida é assim, uma caixinha de surpresas uns dias são ensolarados e de noites estreladas, e outros cinza com noites iluminada pelos raios e barulhenta com os trovões, não é mesmo?

Ah, nao se preocupe por nao deixar comentários, eu fico feliz só de saber que voce dedicou uns minutinhos do teu tempo para ler meu post de hoje.

…Non è la verità che più la dice e più la dice mai.
È l’illusione mia che è vera….

Semana 29 – Amedeo MinghiCantare E D’amore

 

Bis bald!