CApitulo Final

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capí­tulos.

Muito

O ano de 2017 chegou e junto trouxe novos sonhos, novas expectativas e também novos rumos em minha vida. Muitas mudancas em minha vida aconteceram de 2013 até aqui, mudancas nao apenas físicas mais também emocionais.  Tive que adaptar minha vida a minha nova realidade e dentro de tudo isto tentar me reencontrar.

E assim como nossa vida, em um blog existem muitos sentimentos envolvidos principalmente quando fazemos um blog tipo “diário”, o que no final se tornou o meu. Eu ja tive vários blogs, mas este cantinho aqui é muito especial para mim, neste período que aqui escrevi, aconteceram mudancas radicais em minha vida. Perdas insubstituíveis, muitas lágrimas e até alguns pedidos de socorro em alguns de meus Posts. Mas também muitas alegrias e sorissos.

Atrávés do Blog eu conheci virtualmente pessoas maravilhosas, algumas por um curto período, outras apenas por uma ligacao telefonica, outras por trocas de correspondencias e algumas pessoalmente.  Algumas delas se tornaram amizades reais, ganhei até uma afilhada nova (tao linda que a cada sorisso e abraco que recebo dela me mostra que nem tudo foi em vao) através do Blog, e isto nao tem preco, só amor!

Eu sempre afirmei que sou péssima para amizades, sim, eu sou uma pessoa muito dificil e muito complexa em meus sentimentos, as vezes alguns desentendimentos bobos, alguma falta de atencao por ambos os lados tendemos a levar certas coisas pelo lado pessoal.  Mas ninguém é culpado de nada, até porque nem todos que passam por nossas vidas tem necessáriamente que ficar, as vezes elas passam por nossas vidas rapidamente, mas com uma missao especial e se vao. A verdade é que ninguém entra e sai de nossas vidas, sem nao nos acrescentar nada, e voces tenham toda certeza que me acrescentaram muito.

E em contrapartida, atualmente eu nao tenho nada a acrescentar a voces e por isso é importante ter cabeça fria e saber reconhecer que é hora dar fim ao blog, especialmente quando queremos e precisamos dar outros passos. Nem sempre fazemos as coisas da forma como gostaríamos e entao é preciso reconhecer quando está na hora de mudar de vez.

Com isto, eu estou a encerrar as atividades do blog,  mas isto nao é novidade nenhuma, voces já perceberam que não estou conseguindo atualizar o blog. Diversos fatores tem me criado dificuldade para escrever aqui.  Definitivamente não foi por falta de conteúdo, e sim a necessidade de ficar de frente comigo mesma. Eu finalmente consegui me encontrar, e de uma forma tão plena e verdadeira comigo mesma e também com as pessoas que estao a minha volta. Lógico que foi um processo doloroso, solitário e de muito confrontado interno e externo, mais que me fizeram amadurecer (aquilo que faltava para a minha idade, como Mae sempre fala).

Aprofundei na minha relação com Deus, vivi experiências espirituais incompreensíveis a sabedoria humana. Sigo Feliz comigo mesma, com um coração tranquilo e sereno.  Trabalhando permanentemente e diáriamente para sempre estar vivendo momento presente, sem estar prender ao passado ou ansiosa demais com o futuro. Sempre orando,  buscando a Deus e zelando para manter meu coração longe de toda mágoa, ressentimento e ódio (sentimento este que sempre procurei nao sentir por nada e nem ninguém).

Quero agradecer à todos que sempre me honraram com sua participação aqui no Blog. Desejo deixar minha eterna gratidão pois cada vez que voces entraram aqui, senti uma grande alegria que preenchia meu coracao de alegria. Talvez um dia retorne, mas por enquanto estou mesmo fechando as portas e terminando o capí­tulo. 

A Felicidade precisa apenas de uma dose de alegria por viver simplesmente e em paz para que se manifeste. Sejamos felizes simplesmente existindo, sem esperar que estrelas caiam, novos tempos ocorram, mundos sejam destruídos. Vamos simplesmente viver, sem ilusões. (infelizmente desconheco o autor, foi retirado de leitura budista e anotado em um pedacinho de papel e guardado dentro de um livro)

O meu Adeus se dará através das palavras de Neruda (amor eterno):

Já não se encantarão os meus olhos nos teus olhos,
já não se adoçará junto a ti a minha dor.
Mas para onde vá levarei o teu olhar
e para onde caminhes levarás a minha dor.
Fui teu, foste minha. O que mais? Juntos fizemos
uma curva na rota por onde o amor passou.
Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te ame,
daquele que corte na tua chácara o que semeei eu.
Vou-me embora. Estou triste: mas sempre estou triste.
Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.
…Do teu coração me diz adeus uma criança.
E eu lhe digo adeus.
Pablo Neruda

O ser humano nasceu, cresceu e…

ein-herz-fuer-dich

Se há sobre que filosofar, filosofe-se.
Se não há sobre que filosofar, filosofe-se.
Logo, em qualquer caso, filosofe-se.”.

 provavelmente Aristóteles

Atualmente eu estou em meu ciclo de isolamento, eu estou em busca de mim mesma, e não se trata de uma crise existencial, esta eu ja consegui superar, mas sim uma fase de auto reavaliacão de mim mesma.

Sabe aquele tempo em que voce diz: – Parar o Mundo que eu quero descer. ? Entao, o mundo eu nao consegui parar (risos), mas eu consegui descer ou pelo menos desacelerar. Eu andei para variar um período muito ruim de saúde, e precisei fazer 2 novas cirurgias, o que explica um pouco a minha ausencia.

E não eu não deixei de ler os blogs amigos, eu tenho alguns blogs que acompanho e mesmo que não faca nenhum comentário, eu estou lá sempre torcendo e orando muito para que voce consiga realizar todos os seus sonhos ;-).

 Tenho estado relapsa com muitas amizades que fiz aqui pelo blog e que gostaria de manter, mas sinceramente quando o corpo e a a cabeca não estou bem, não adianta forcar porque funciona. Eu não consigo mostrar ser algo que eu não sou, e também nunca disse que era uma pessoa com o dom de fazer amizades, mas aqueles que aprendo a amar, mesmo que de longe eu estou sempre a cuidar nem que através de minhas oracoes diárias, mas voce está aqui sempre comigo.

Sabe, existe uma antiga lenda que explica bem a fase que estava vivendo, vamos a ela:

Reza a Lenda que no ano de 646 d.c., a majestosa biblioteca de Alexandria, no Egito, foi completamente queimada1, porém entre as cinzas foi encontrado um livro, que na verdade nem era um livro com muito valor e que justamente por isto foi vendido por alguns tostões, a um pobre homem pobre. Mas o livro que havia sido dado como sem importancia, havia algo muito interessante, uma espécie de pergaminho que revelava segredo da pedra de toque.

A PEDRA DE TOQUE,  que aparentemente era uma pedra comum, só que na realidade ela podia transformar qualquer metal em OURO PURO, e no pergaminho nao estava apenas escrito que era encontrada nas praias do Mar Negro, misturada a outras milhares de pedras iguais a ela,  mas também informava como poderia identificar a verdadeira Pedra de Toque, que era  uma pedra quente, enquanto as pedras comuns eram frias.

Foi assim que o homem disposto a encontrar a pedra que finalmente iria mudar a sua sorte, vendeu os seus poucos pertences, comprou mantimentos e foi acampar em uma nas praias do Mar Negro, onde começou a busca pela pedra.  Ele tinha um plano: sabendo que, se pegasse as pedras comuns e as jogasse de volta ao chão, poderia pegar a mesma pedra centenas de vezes. Então toda vez que pegava uma pedra fria a atirava ao mar, até que achasse a quente que mudaria a sua sorte.

E assim foi, dias, semanas, meses, anos e nada de encontrar a pedra de toque. Mas ele nao desistia, continuava a pegar as pedra, e vendo que era fria, a jogava no mar… e assim por diante. Mas, uma manhã ele finalmente pegou A PEDRA QUENTE, e a jogou no MAR.

Ele simplesmente estava tao “bitolado” ao hábito de pegar as pedras e joga-lás ao mar, que nao percebeu que havia encontrado aquilo que o levará o mantiverá tanto tempo naquele lugar. E o que eu quero falar contando esta lenda? Bem, assim também é em nossa vida, passamos anos e anos pegando pedras frias e atirando ao mar de nossas vidas, que quando um dia finalmente pegamos uma pedra quente, estamos já tao frios e “dormentes” que nao percebemos e a jogamos fora.  E o pior de tudo isto é que muitos nunca irão se dar conta que um dia a pedra quente esteve em suas mãos. Eu acho que a vida tem nos trasformado em seres tão “automatizados” e muitas vezes por medida de segurança  passamos a olhar o mundo com olhos hostis como se todos fossem inimigos ou contra nós.

Passamos a desconfiar das boas intencoes das pessoas, deixamos de demonstrar nossos sentimentos por medo de sermos julgados como fracos.  O que eu quero dizer aqui é, as vezes dar uma pausa para nos reavaliarmos, e refletir, se nao jogamos a nossa pedra de toque no mar, ou até mesmo se nao a jogamos consciente, justamente por não acreditar que poderiamos encontra-lá. Apenas porque achamos que não conseguimos ser felizes. Será que não estamos estagnados em nossas vidas, será que o que estamos a fazer se tornou algo tão mecanico a ponto de nos fazer esquecer o motivo de nossas escolhas?

E o porque nossas vidas está da forma como se encontra hoje? Apenas buscar a tal pedra quente, não será a solucao de nossos problemas, temos que saber o porque estamos ali na praia pegando e atirando as pedras frias ao mar. Temos que ter consciencia de nossos atos de hoje, terão consequencias futuras e temos que acima de qualquer coisa, saber que uma pessoa que hoje machucamos ou simplesmente ignoramos poderá ser a pessoa que irá mudar a sua vida de uma forma maravilhosa.

E se puder por último dar um apenas um único conselho aos jovens que passam por aqui e ainda vivem com seus Pais, não  julgue os seu Pais muitas vezes nem eles mesmo sabem o que estão fazendo, mas uma coisa é certa eles fazem sempre acreditando que é o melhor para voce. E vai por mim, no final em quase 90% é o melhor.

E tudo isto para dizer que:  Não deixe de acreditar que voce pode ser feliz mesmo sem encontrar a pedra de toque, aliás não perca seu tempo a procurando porque no final voce pode a encontrar e não perceber e a jogar no mar, e a vida infelizmente a vida não é um rascunho, que se não estiver como queremos apagamos e recomecamos novamente.

O ser humano nasceu, cresceu e…

…Apesar de todos os pesares eu sei que eu posso ser feliz, e voce também!


1  No ano de 646 d.c., a majestosa biblioteca de Alexandria, no Egito, foi completamente queimada1, pelos invasores árabes por ordem de Amr ibn-el-As, um fanático muçulmano recém convertido para a religião de Maomé. Para ele, o “Alcorão”, o livro sagrado escrito por Maomé, era a única obra que deveria existir na face da Terra. “ O livro de Deus é-nos suficiente”, brandava o fanático contemplando a chama de mais de 532 mil e 800 rolos de papiro e pergaminho queimados, o número aproximado de obras existentes naquela famosa biblioteca que existiu por volta de 900 anos. (Esta é apenas uma versão de alguns historiadores entre várias outras).

 

Certeza da Vida

“QUANDO ESTIVER SOZINHA, SEM SABER O QUE FAZER, OLHE PARA O CÉU QUE EU ESTAREI LA, OBSERVANDO-A E CUIDANDO DE VOCÊ”

A única certeza que temos em nossa vida é: Um dia todos nós vamos morrer! Todo o resto, é pura especulação. Pode parecer totalmente mórbido este post, mas na verdade não é, porque muita gente encara a vida como se fosse viver eternamente, não se importam com o que estao a fazer, aliás muitos nem sabem o que estao a fazer.

Nossa vida nao é algo que podemos manter sobre total controle, aliás é a vida que nos tem totalmente sobre controle. Todos os dias, quando vamos dormir, muitos de nós planejam como será o seu dia seguinte, muitos já até definiram a roupa que irão usar, sabem exatamente o que irão comer, com quem irão encontrar e até o que vão conversar, e por aí vai. Mas será que todos estes planos irão mesmo se realizarem? Será que voce pode afirmar ter controle sobre sua vida?

A vida é uma eterna expectativa, sempre estamos esperando que algo aconteça, que alguém apareça e mude tudo, existem pessoas que passam a vida inteira simplesmente esperando um milagre e esquecem que para se existir milagres é preciso muita dedicação e compromisso com nosso Papai lá de cima que está a cuidar de nós aqui.

Muitos de nós, inclusive eu mesma, vive presa a muitos capitulos do passado, e sinceramente, o passado é prólogo, não podemos muda-lo e nem tao pouco apagá-lo de nosso livro da vida, mas com o passado, seja com nossos erros e acertos, podemos fazer algo pelo o que ainda está por vir.  A vida não vem com aviso prévio, do tipo em uma semana voce vai cair da escada, ou daqui a um mes voce vai ficar grávida de trigemos. Não, mas temos que estar preparados pois em apenas um único dia tudo pode mudar de uma hora pra outra. Temos que estar preparados para o que possa vir a acontecer.

Se eu puder te dar apenas um único conselho, além do uso do filtro solar Smiley, aprenda a nao depender de outra pessoa, pois pessoas vão e vem, algumas ficam por bastante tempo e quando se vão e praticamente nao demora para esquece-las, outras vem ficam pouco tempo e nunca mais esquecemos, outras vem e nunca mais se vão, e somente estas, mesmo que nao estejam a te dar a cara todos os dias, estarao sempre ao seu lado na hora que mais precisar, sao estes o amigos que eu chamo os verdadeiros, aqueles que sabem a hora exata que precisamos dele, a hora exata que o simples abraco te esquenta e acalma o coracão.

Você que está lendo este post até o final, acredite, você é capaz de coisas que jamais imaginou que conseguiria um dia realizar, não se subestime jamais, esqueça o que os outros irão pensar ou dizer, faça por você, não por eles e nem tão pouco para eles, seja simplesmente você mesma e não mude para se enquadrar em alguma especie de padrão estipulado por uma sociedade extremamente neurótica e alienada.

Use suas melhores roupas, seus melhores copos, talheres, sem nenhum motivo especial, porque mais especial que voce mesmo não pode existir. Se der vontade saia de casa como se fosse a um baile no palácio da Rainha, ou então como se fosse jogar o lixo fora, de chinelo de dedos e cabelo desgrenhado, mas aprenda a fazer aquilo que te faz feliz e não aquilo que faz apenas o outro feliz.

Porque no final, a única certeza desta vida é que um dia iremos todos morrer, e esta certeza não vem com data e nem hora determinada.

Desafio Musical | Boas Lembranças

Esta Semana foi uma semana em que algumas memórias da minha adolescência e juventude me fizeram recordas momentos tão bons e lembranças que por um período estiveram “adormecidas”.

O tempo da inocência do amor, dos planos de uma vida que não aconteceu e se perderam em um tempo que dificilmente poderá ser recuperado. Mas isto chama-se vida não é mesmo, cheia de encontros e desencontros.

A música que escolhi para representar esta minha semana, chama-se “As the World Falls Down” escrita e interpretada por David Bowie em 1986, foi parte da trilha sonora do Filme Labyrinth, no Brasil foi apresentado com o nome Labirinto – A magia do tempo.

Nem preciso dizer que eu amo o filme, primeiro motivo, eu amo David Bowie e ele não só compôs e cantou várias canções para o filme como também atua no filme como Jareth, o Rei dos Duendes. E lógico que eu assisti várias vezes este filme é um filmo do gênero aventura, fantasia. E encanta a todos.  

E eu escolhi justamente este vídeo para você que não assistiu o filme, possa ver um “pedaço” do que está perdendo. (estamos pretensiosa hoje rs)

Agora quero um contar um segredinho, mas fica aqui só entre nós, eu sou apaixonada por David Bowie até hoje, era o genro que eu queria ter dado a Mamãe. rs

Bis Bald!