CApitulo Final

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capí­tulos.

Muito

O ano de 2017 chegou e junto trouxe novos sonhos, novas expectativas e também novos rumos em minha vida. Muitas mudancas em minha vida aconteceram de 2013 até aqui, mudancas nao apenas físicas mais também emocionais.  Tive que adaptar minha vida a minha nova realidade e dentro de tudo isto tentar me reencontrar.

E assim como nossa vida, em um blog existem muitos sentimentos envolvidos principalmente quando fazemos um blog tipo “diário”, o que no final se tornou o meu. Eu ja tive vários blogs, mas este cantinho aqui é muito especial para mim, neste período que aqui escrevi, aconteceram mudancas radicais em minha vida. Perdas insubstituíveis, muitas lágrimas e até alguns pedidos de socorro em alguns de meus Posts. Mas também muitas alegrias e sorissos.

Atrávés do Blog eu conheci virtualmente pessoas maravilhosas, algumas por um curto período, outras apenas por uma ligacao telefonica, outras por trocas de correspondencias e algumas pessoalmente.  Algumas delas se tornaram amizades reais, ganhei até uma afilhada nova (tao linda que a cada sorisso e abraco que recebo dela me mostra que nem tudo foi em vao) através do Blog, e isto nao tem preco, só amor!

Eu sempre afirmei que sou péssima para amizades, sim, eu sou uma pessoa muito dificil e muito complexa em meus sentimentos, as vezes alguns desentendimentos bobos, alguma falta de atencao por ambos os lados tendemos a levar certas coisas pelo lado pessoal.  Mas ninguém é culpado de nada, até porque nem todos que passam por nossas vidas tem necessáriamente que ficar, as vezes elas passam por nossas vidas rapidamente, mas com uma missao especial e se vao. A verdade é que ninguém entra e sai de nossas vidas, sem nao nos acrescentar nada, e voces tenham toda certeza que me acrescentaram muito.

E em contrapartida, atualmente eu nao tenho nada a acrescentar a voces e por isso é importante ter cabeça fria e saber reconhecer que é hora dar fim ao blog, especialmente quando queremos e precisamos dar outros passos. Nem sempre fazemos as coisas da forma como gostaríamos e entao é preciso reconhecer quando está na hora de mudar de vez.

Com isto, eu estou a encerrar as atividades do blog,  mas isto nao é novidade nenhuma, voces já perceberam que não estou conseguindo atualizar o blog. Diversos fatores tem me criado dificuldade para escrever aqui.  Definitivamente não foi por falta de conteúdo, e sim a necessidade de ficar de frente comigo mesma. Eu finalmente consegui me encontrar, e de uma forma tão plena e verdadeira comigo mesma e também com as pessoas que estao a minha volta. Lógico que foi um processo doloroso, solitário e de muito confrontado interno e externo, mais que me fizeram amadurecer (aquilo que faltava para a minha idade, como Mae sempre fala).

Aprofundei na minha relação com Deus, vivi experiências espirituais incompreensíveis a sabedoria humana. Sigo Feliz comigo mesma, com um coração tranquilo e sereno.  Trabalhando permanentemente e diáriamente para sempre estar vivendo momento presente, sem estar prender ao passado ou ansiosa demais com o futuro. Sempre orando,  buscando a Deus e zelando para manter meu coração longe de toda mágoa, ressentimento e ódio (sentimento este que sempre procurei nao sentir por nada e nem ninguém).

Quero agradecer à todos que sempre me honraram com sua participação aqui no Blog. Desejo deixar minha eterna gratidão pois cada vez que voces entraram aqui, senti uma grande alegria que preenchia meu coracao de alegria. Talvez um dia retorne, mas por enquanto estou mesmo fechando as portas e terminando o capí­tulo. 

A Felicidade precisa apenas de uma dose de alegria por viver simplesmente e em paz para que se manifeste. Sejamos felizes simplesmente existindo, sem esperar que estrelas caiam, novos tempos ocorram, mundos sejam destruídos. Vamos simplesmente viver, sem ilusões. (infelizmente desconheco o autor, foi retirado de leitura budista e anotado em um pedacinho de papel e guardado dentro de um livro)

O meu Adeus se dará através das palavras de Neruda (amor eterno):

Já não se encantarão os meus olhos nos teus olhos,
já não se adoçará junto a ti a minha dor.
Mas para onde vá levarei o teu olhar
e para onde caminhes levarás a minha dor.
Fui teu, foste minha. O que mais? Juntos fizemos
uma curva na rota por onde o amor passou.
Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te ame,
daquele que corte na tua chácara o que semeei eu.
Vou-me embora. Estou triste: mas sempre estou triste.
Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.
…Do teu coração me diz adeus uma criança.
E eu lhe digo adeus.
Pablo Neruda

Adeus 2016

Entao é isto, mais um ano termina e um novo se aproxima. E eu desejo de todo

Setembro
Cazuza – Pro dia nascer feliz

Outubro
U2 – Magnificent

Novembro
Rag’n’Bone Man – Human

Dezembro
Marvin Gaye -Ain’t No Mountain High Enough

Música Bonus
Andreas Bourani – Auf uns (Vamos festejar)

“Vamos festejar o que está por vir
Que seja o melhor para nós
Vamos festejar o que nos une
Vamos festejar este momento (e nós)
Vamos festejar esta vida
O momento
Vamos festejar este momento (e nós)
Que fica pra sempre
Vamos festejar este momento (e nós)
Agora e sempre
Ao dia de hoje
Infinito” Andreas Bourani

Que venha 2017 e nos traga muitos novos motivos para sorrir.

“Nosso Pai, Nosso Rei, inscreve-nos para um ano de vida saudável, de redenção e salvação, de sustento e apoio, um ano de merecimentos, de absolvição e de perdão”.

Bis dann! (Até a próxima!)

Véspera do Natal

Como vocês sabem eu não comemoro Natal, mais tudo muito lindo, as casas e ruas todas decoradas e iluminadas, o cheirinho dos biscoitinhos e outras delicias.  Algum tempo atrás eu li uma frase que dizia assim: “Todo o resto são aparências, são enfeites. Porque não se trata dos presentes, da neve, da árvore ou da chaminé. O Natal é o calor que retorna ao coração das pessoas, a generosidade que se compartilha e a esperança de seguir em frente.”

Diante disto, acredito que todos os nossos dias deveriam ser Natais, penso assim que o mundo seria um lugar muito melhor. (Eu sei vivo em um mundo cor de rosa…). Mas enfim, o fato de não comemorar Natal nao significa que eu nao deseje a você e aos seus entes queridos muitas bênçãos de Deus e que suas comemorações sejam repletas de alegria e com muito amor.

E retornando a minhas minhas músicas do ano de 2016, espero que possa te ajudar a relaxar um pouquinho e recarregar as baterias para sua festividades logo mais a noite.

Maio

Legião Urbana – Tempo Perdido

Junho

Queen & David Bowie – Under Pressure

Julho

LP (Laura Pergolizzi) – Lost On You

Agosto

Shakira – Try Everything

Ano 2016

Quem acompanha meu blog sabe que gosto de “finalizar” o ano com as 12 musicas que fizeram parte dos meus dias, muitas delas é justamente o sentimento que tive, então desta vez eu resolvi  dividir as músicas por mês, vou dividir  as músicas em 3 posts para não ficar cansativo e assim você poderá apreciar as minhas músicas, (espero que realmente aprecie, risos).

O ano de 2016 foi muito complicado, eu não postei tanto quando gostaria, mais confesso que não teria nada a acrescentar a ninguém. Espero que nestes 11 dias que restam para recomeçarmos mais um novo ano, as coisas continuem como estão neste exato momento, em tranquilidade. Eu precisei urgentemente tentar me  redescobrir e me reinventar, mais ao mesmo tempo sem que com isto perdesse toda a minha essência e valores, embora alguns deles (valores) precisassem absolutamente serem revisados.

Infelizmente existem situações e momentos em nossas vidas que ficamos praticamente sem ter o que fazer, e aliás não existe nada que possamos fazer para mudar a situação. E outras que poderíamos ter evitado se, mas como eu aprendi a não ser uma pessoa escondida atrás da partícula “se”, o negócio é conscientizar que o problema existe, e partir em buscar de possibilidades de transformá-lo em algo que acrescente aprendizado para a vida.

Quando me descobri com uma região tumoral de 6,2cm. Chorei, chorei em silencio, chorei escandalosamente, chorei mais, chorei escondida. E foi quando percebi que precisava me redescobrir, precisava viver um pouco dentro de mim! E foi o que fiz, e fui acostumando com os dias solitários e silenciosos me afastei de muitas coisas de um dia a dia atualmente normal (redes sociais, telefones, televisão e internet) e conforme os dias iam passando ia acontecendo novas descobertas, eu me redescobria, a cada novo dia.

Em muitos aspectos posso dizer que sou uma nova mulher, agora com cicatrizes, dores, alguns dias com insônia outros sem nenhuma vontade se sair da cama, mas feliz por conseguir acordar por mais um dia e cada noite meu único desejo é que eu consiga ter mais um dia de vida.  Se redescobrir  me permitiu descobrir que na verdade sou aquilo que a vida me oferece diariamente.

E se você me perguntar se quero VIVER, a resposta todos os dias será a mesma:  A cada novo dia que Deus me presentar! E desejo fortemente que você também <3!

Bem, espero que goste das minhas quatro primeiras músicas de 2016

Janeiro

Cyndi Lauper – Time After Time

Fevereiro

Simply Red – Holding Back The Years

Março

 Katy Perry – Unconditionally

Abril

Zé Ramalho – Sinônimos (amo, amo e amo Zé Ramalho)

Quem tem amor na vida,
Tem sorte
Quem na fraqueza sabe
Ser bem mais forte
Ninguém sabe dizer onde a
Felicidade está…

Zé Ramalho

Beijos a  todos e até as próximas músicas